19/12/2007

João Fatalista (versão blogante - parte II)

João Fatalista começou a difundir-se ao mundo.

Todos os seus textos eram publicados em seis das línguas mais faladas com a colaboração de algumas pupilas tradutoras – uma espécie de abelhas operárias do seu fel – que tinham os nomes num destaque da página, em letras pequeninas e coradas de discretas, parecendo ilhotas à volta da fotografia oceânica de seu mentor.

Em poucos meses, o seu blog tornou-se a referência de pensantes à procura de ideias, a Varanasi de políticos ocidentais, a Jerusalém de ateus, a Las Vegas de religiosos, enfim, a via verde de todo o humano com pavor aos penhascos das estradas da info-exclusão.

Lá, no “A Verdade É Amarga”, deixava todo o seu azedume gotejar com uma lógica resistente a qualquer tsunami filosófico e, cada vez mais amiúde, o seu amargor transmutava-se em veneno letal, numa alquimia ofídia dominada apenas por cérebros raros, hermafroditas, que se masturbam nas próprias ideias para procriar nirvanas mentais, plenos no desdém, absolutos no infinito do seu umbigo.

Com parcimónia mas sem misericórdia, com ou sem justificação, distribuía acres bofetadas em profissionais da argumentação, industriais da política, sindicalistas do clero, comerciantes do ilustre. Com vigor igual. Sem olhar a qual.

[O amargo era o seu único amigo]

João Castello Delmonte Fatalista era lido, era seguido, era temido.

As suas audiências aumentavam ao som minimalista de 10 a 20 cliques por segundo e os opinion makers de renome tremiam com o abrupto frio estatístico que se instalara nas suas paróquias. Outrora ungidos, começaram a sentir-se ovelhas sem rebanho, clérigos sem fiéis, e ainda tinham que ler blasfémias dos poucos que passavam para saudar e investigar o mofo.

“O J.F. já disse isso há dois meses n’ A Verdade é Amarga… Quer o link para o arquivo dele?” ou “Este blog já era, todos sabemos isso, mas acho patético o seu desabafo de querer encerrá-lo para sempre. Deixe de ser fatalista!” — eram exemplos bondosos das parcas
esmolas atiradas para o copo da sua presente expiação. Rodada após rodada da saudade de gordos e respeitosos dízimos, a classe dos formadores de opinião acabou por unir-se no cálice do mesmo patrono, bebendo da mesma fé: o alcoolismo sabático e ortodoxo.

O sucesso era estrondoso, a competição desqualificada por já acusar doping, mas não abrandava sequer para degustar dissabores alheios ou contar o número dos que, de uma ou outra forma, tinha afectado para sempre.

Nada o demovia. Primeiros-ministros descobrindo que ‘ex‘ seria o mantra a recitar até ao fim da vida, cardeais confessando simpatia (em certos momentos consagrados à ciberleitura) por personalidades como Tomás de Torquemada ou Usāmah Bin Lādin, feministas jurando que a testosterona foi a primeira hormona criada após o big bang, generais lendo Bakounin no local de trabalho e envergando t-shirts de Gandhi a fumar cannabis, açougueiros ameaçando imolarem-se dentro de uma salada gigantesca de agriões — não o perturbavam, não tropeçavam o seu desígnio.

Passados dois anos, publicava tanto que o Google teve que criar o 'Índice JF', o Dow Jones da blogosfera. Os molhos das suas ideias já batiam em uso a mostarda da McDonald's e o ketchup da Heinz mas, mesmo assim, recrutou mais duas discípulas para darem novos paladares aos seus vinagretes, agora com travos de hindi e mandarim.

Lembrava os meses pelo número de posts e os dias pela quantidade de ataques de pânico nas vidas dos que ousaram prescindir dele e apareciam agora na TV, balbuciando choros, lacrimejando desculpas, assoando súplicas de sossego.

[A azia era a sua única transigência]



continua algures neste ano ou no outro, ao cair de um post.
dias bons para todos.



The Album Leaf - On Your Way

55 impressões:

xá das 5 disse...

li depois de reler o 1º
o mesmo comentário:
isto é....
isto é...
isto é MUITO BOM!!!

cybermoon disse...

LOL onde irá parar este joão fatalista?
adorei

joni du lac disse...

humor de-li-ci-o-so
excelente

dj fumassa disse...

tá demais
valeu valeu mesmo

vídeo bacana esse, viu....

MsBambi disse...

Está genial com um toque invulgar de ironia e a escrita maravilhosa do costume.
Fico a aguardar mais :0)

mago perdido disse...

muito bom
excelente continuação de uma excelente história

até breve,
mário saraiva

Tulipa Branca disse...

escreves MUITO bem mas pouco.
onde já se viu fazer-nos esperar semanas para saber o que vai acontecer??? armado em estrela....
hihihi :D

está liiiiindo
(posta mais :P)

Mateso disse...

Fico deliciada com a satirização de alguém cujo blog existe algures por aí, ao alcance de apenas alguns cliques.Óptimo!
Boas Festas.

na estranja disse...

é um prazer ler coisas tão bem escritas e tu não sabes escrever mal
esta parte está tão boa ou melhor que a anterior...isto promete!
FESTAS FELIZES

na estranja disse...

estive a ver o vídeo (duas vezes)
aconselho outros a fazer o mesmo:lindo

os album leaf passam muito em estações indie lá onde trabalho mas não conhecia este clip

marta inês disse...

a continuação está excelente.
gosto sobretudo das tradutoras e dos molhos ;-)

beijo.

antónio bettencourt disse...

Li a continuação da história do JF como um gole de café no marasmo da blogosfera.
A mesma blogosfera onde abundam pessoas como esta que retrata de uma forma impressionante.
Aguardo a continuação.
Boas Festas!

raposo disse...

excelente
agora com a continuação fiquei ainda mais curioso do que vai passar-se com este personagem

e não é fácil prever
abraço

j.fortunado disse...

isto está a ficar cada vez melhor
a mesma qualidade de sempre
até breve,
abraço

estrelita disse...

adorei a continuação e espero por mais
já fiz download da música nova,obrigada por já estar lá no fundo :)

festas felizes

Jasmim disse...

Gostei muito...
Obrigada pelas tuas palavras
Boas festas

Rui Caetano disse...

Excelente, muito bom, gostei muito, deves continuar. Um Bom Natal.

Teté disse...

Excelente, Eduardo!

Este João Fatalista parece estar "on his way" to Hell!

Bom Natal para ti e todos os que te rodeiam!

sydneyland disse...

another first...nice sound very nice

have a good one Jai
keep safe mate

illusional dementia disse...

gostei imenso de ler a segunda parte
como a primeira:cheia de pequenos pormenores que prendem a atenção de quem lê
espero pelo próximo

o tio samuel disse...

tive o computador avariado por isso li os dois seguidos.
esta história para além de muitissimo bem escrita faz-me lembrar algumas pessoas que conheço

vou passando para ver como vai acaber este joão azedo
abraços

dragão da estrela disse...

fico á espera de mais
feliz natal

veni_vidi_scribi disse...

Passei rapidinho para agradecer a visita, mas voltarei com tempo para viajar neste teu espaço.
________________________

Espero que este Natal
Seja muito especial
Que tenhas a melhor prenda:
Ser feliz para toda a vida!

Boas Festas te desejo
E deixo-te um beijo

Luis Saraiva disse...

vê lá se não demoras muito a satisfazer a minha curiosidade pelas aventuras deste cromo ;)

não páres de escrever
abrço

Luis Saraiva disse...

estive a reler a parte 1 e só reparei agora...WOW....os album leaf!!

este vídeo é demais
abrço

Gi disse...

Humor inteligente este !

O "retrato" é-me familiar e está muito bem conseguido nesta crítica que não se lê mas que se sente. Deliro com a leitura das entrelinhas, gosto de trabalhar a massa cinzenta.

Fico à espera da continuação mas não sejas abrupto no discurso :) não digas Blasméfias , segue a linha condutora , está 5 *****

Deixei uma árvore para todos os que me visitam mas deixo aqui os meus votos de feliz natal. Tudo de bom
para ti e para os teus.

zé dos blogs disse...

só hoje tive oportunidade de ler a 1ªe a 2ª parte.
li e fui reler tudo devagar mas acabei com a certeza de que há muito mais para ler nas tais entrelinhas que a Gi falava.
como em tudo o que escreves aqui (poesia ou prosa) a originalidade faz a diferença e a maneira como as palavras se transformam em imagens e sentimentos reais é fantástica.
não sei o que fazes na tua vida profissional mas dedica-te o mais possível à escrita.
se ainda não o fazes...
há pouca gente a ecrever assim

não digo estas coisas como uma prendinha do pai natal ou para ser simpático mas porque gosto muito de ler
abraço

su disse...

Continuo a acompanhar com igual interesse...aliás, ainda com mais...porque isto vai aprimorando-se e viciado um lê...mas só para o Ano?! Não...e como prendinha em dose dupla, de Natal?! Mais um episódio bloguístico...que isto de cortar as coisas assim a meio não está com nada!
EXCELENTE!
E depois que tal compilar em livro...assim à antiga...em suporte de papel?!

:)) Beijinhos grandes.

leitora disse...

Uma ironia deliciosa.
Também fico a aguardar a próxima parte.

lua prateada disse...

Passei para deixar cair uma chana de amor vinda lá da minha lua que me encarregou de te desejar um belo e feliz Natal...
Beijinho prateado com carinho
SOL

Maria del Sol disse...

Espero que tenhas um Natal cheio de alegria e afecto... o oposto do Fatalista, certamente ;)

Um grande beijinho!

dragão da estrela disse...

ainda não há mais? ho ho ho
não faz mal:festas felizes

su disse...

UM FELIZ NATAL RECHEADO DE COISAS MUITO BOAS; ENVOLVIDAS EM FIOS DE AMOR.
Beijos aqui da Teia.

Anti-noise disse...

Um feliz natal!

milka disse...

¡dulce Navidad y feliz año nuevo!

bikos
cecilita

Paulo F disse...

agora eh k tou curioso com k vai acontecer......o gaijo eh assustador.......olha bebo 1 ah tua.....feliz natal.........tassebem

Vanessa Lourenço disse...

Se os brogessos sonhassem o poder da língua e as chapadas mentais que se podem dar em prosa talvez não houvesse necessidade de Hiroshima ficar para a história como um berço negro de morte. O video é excelente, um beijo, bom Natal e que o novo ano traga mais destas passagens luminosas.*

Tulipa Branca disse...

BOAS FESTAS :D


(posta mais :P)

Maria Laura disse...

Perfeito e cáustico! Gostei muito mesmo. E espero mais.

Desejo-te um 2008 com tudo de bom!

Mateso disse...

Um Bom Ano Novo.
Bj.

Storm disse...

Votos de um 2008 cheio de sucessos!

Tulipa Branca disse...

bom ano novo cheio de coisas boas
xoxoxo

Gi disse...

Vim deixar um beijinho e votos de um BOM ANO NOVO para ti e para todos os que te são queridos.

Obrigada pela companhia que me tens feito. Foi um gosto conhecer-te e à tua escrita durante este ano que agora acaba.


beijinhos

Gi

MsBambi disse...

Um feliz Ano Novo. :0)

LB disse...

Um Bom Ano por aí, caro amigo.

Abraço

jo&jo disse...

gostámos muito
parabéns pelo espaço excelente!

acid matrix disse...

blog em português com muita qualidade
will keep in touch :D

pérola disse...

diverti-me imenso :)))

Gi disse...

Aguardo o caír de um post :) entretanto deixo um beijinho

leitor atento disse...

fico atento à espera de mais
gostei imenso

confuzzled disse...

está muito giro
gostei

Eduardo Jai disse...

Obrigado pelos comentários.
Ontem deixei um post um pouco à pressa (saudades, talvez...) e só hoje consegui ler os últimos porque tinha estado longe do gmail.

Um ano de 2008 BOM e VIVO para todos.
:)

my baby Harley disse...

está disponível a história toda?
gostava imenso de ler porque a amostra é soberba.

godofredo blumenau disse...

esta estória é genial

insectosáurio disse...

esta história está mesmo engraçada e gostava de saber o fim -não me refiro ao das ovelhas ahahah