20/06/2007

Lembrança

escrevo porque estás a dormir
escrevo porque é bom sentir

(vou desenhar poucos caracteres, no entanto;
podia acordar-te entretanto)

dorme meu amor…

e mais logo desperta
com a minha mão no teu peito
e a janela do teu olhar aberta
para o nosso leito

escrevo nada,
escrevo tudo
escrevo sem ter nada de todo para dizer
escrevo, contudo...
escrevo com querer

escrevo porque te abraço
escrevo porque estou triste e contente
escrevo porque amo em mim o teu espaço
escrevo porque… ora sente...

há cartas de amor assim
escritas de ti para mim



Joe Satriani - Always With Me, Always With You

13 impressões:

MsBambi disse...

Valeu a pena esperar!Penso que os outros visitantes do seu blog também concordarão comigo porque este poema é fascinante.Enviei-lhe um email porque fiquei curiosa sobre outros escritos seus,espero que não me leve a mal.Muito obrigada pela partilha.
Catarina Quental

Vanessa Lourenço disse...

Já te tinha dito, gostei muito, principalmente depois de saber a história dele, o que só o torna ainda mais marcante, obrigada pelo "privilégio", adorei*

Paulo F disse...

muita fixe pah......tirote o xapeu pahtassebem

naestranja disse...

ando sempre á procura de poesia portuguesa este é muito bom obrigado

Tulipa Branca disse...

Gosto tanto de falar mas deixaste-me sem palavras

Luis Saraiva disse...

WOWZERS concordo com a Catarina abrço

Kátia disse...

As minhas emoções (sempre afloradas) não encontram expressões adequadas para transmitir o que senti ao ler,deixo apenas o registro de que o fiz.
Beijo!

estrelita disse...

faço minhas as palavras das outras pessoas...também me tocou muito...obrigada

Amsilva disse...

escreva enquanto sente, sinta enquanto escreve...
porque sempre se sente o que se escreve.
e sim, parabens

milka disse...

Es un placer leerte, bellas tus letras...
Me recuerda un pasado vivo y un futuro con ausencia que yo viví. bikos Cecilia Milani

ze dos blogs disse...

felicidades para o seu blog de que gostei bastante.até breve

Bárbara disse...

simples limpo e real, é lindo

jo&jo disse...

que poema lindo!!!