25/08/2007

A Poesia e a Dona Prosa


Afastei-me de ti para ir buscar uma cerveja ao frigorífico e, de repente, senti um ataque do que me pareceu ser Poesia.
Era mais massivo que os habituais: os que apenas interrompem caminhos que ando ou coisas que faço, com maior ou menor tranquilidade.
Foi fulminante. Insinuou-se-me como uma baforada de ópio saída do vento e, no segundo a seguir, transformou-se num fogo de mil palavras em artifício. Brilhavam muito, todas com as letras a piscar, e acabaram a sereiar-me aos ouvidos: “Somos tuas, todas tuas… Que mãos bonitas, quentes! Vem!”

Mas algo não batia certo: tinha as mãos geladas da garrafa. Resisti e para me proteger, para não ficar preso, corri rápido para dentro.


e olhei-te
vi o teu sorriso
encostei o meu corpo ao teu
a música dos teus olhos é tão linda que comecei a dançar-te de novo


Depois de um novo sossegar, quando o pensamento se sacudiu outra vez percebi que não tinha sido a Poesia a atacar-me. Ela não se manifesta assim: fingida, vaidosa, orgulhosa do brilho rápido e certa de conquistas fáceis.
Era a Prosa, disfarçada.


tu, meu amor, tu és a Poesia
porque de ti não quero fugir
porque bebo com sede o sal da tua boca
porque fico com mais sede depois
porque somos um sabendo que somos dois
porque somos livres

[os amantes são livres porque são cativos apenas do que não tem grades]

nós, meu amor, nós somos a Poesia


Vá, vá, Dona Prosa, tente mais tarde.
Eu até simpatizo consigo mas porte-se bem.
Não seja chata...


Broken Social Scene - Pitter Patter Goes My Heart

18 impressões:

xa das 5 disse...

gostei imenso
coitada da Dª Prosa hahaha

sydneyland disse...

hey Jai...please check your email m8 (tried to translate but looks weird :0S awesome video)

estrelita disse...

já é um hábito dizer que adorei tudo obrigada

Elsita disse...

eheheheh adorei, coitada da prosa!
A poesia para os amantes, pois então!!!!
Fica bem

j.fortunado disse...

muito original gostei muito.bom fim de semana

Tulipa Branca disse...

bate mais na dona prosa :D adorei adorei adorei xoxoxoxo

MsBambi disse...

Fico a aguardar por mais,como sempre.Este texto é uma pérola,obrigada

joni du lac disse...

Tiro o chapéu outra vez.Excelente!

cybermoon disse...

LOL cheira bem aki...tá muito giro e o video é querido :0)

Vanessa Lourenço disse...

.................................
nada, niente, nothing, são 00:36, a semana foi longa e passou depois de olhar o céu.....................tanto tempo perdida e encontro-te aqui, a banda sonora perfeita, tinha saudades, confesso, mais do que pensei.*

ze dos blogs disse...

como diz a minha filha:5 estrelas e meia.at� breve abra�o

raquel disse...

grandes grandes Broken Social Scene
feliz semana

Paulo F disse...

isto eh muita areia pra minha caminete.........video fixe pah.........tassebem

Kátia disse...

Li uma vez.
Li outra vez.
Não contente...li de novo!
Tudo isso apenas para confirmar que
as palavras por vezes doem,mas outras vezes nos deixam tão maravilhadas,que ficamos como eu fiquei agora. Completamente passada pelo simples fato de ter demorado tanto a vir.
Texto cuidadosamente bem escrito e lindo.Vídeo bem casado...enfim:Excelente!!!
Recebeste algo--que está em meu espaço--por proporcionar aos meus passeios por cá esse estado de êxtase.
Um Beijo e um Cheiro!

nela disse...

Dona Prosa não gostou de saber que estava a ser chata.
A Poesia está nas palavras, nas cores,nas emoções dos escriventes .
Dona Prosa sabe bem que as palavras dos poetas lhe foram roubadas, sem que ela percebesse. Afinal, ela e a Poesia eram tão amigas, viviam em comunhão e em paz, repartindo tudo, para quê este roubo? Por vezes, a Poesia também sabe ser fingida... O Pessoa tinha razão... :)
Um abraço!

Teté disse...

Há prosas que são autênticas obras de poesia. Este é um caso... Muito Bom, Eduardo!

Então e agora o próximo post fica para daqui a dois meses? Acho mal!

Jinhos

Luis Saraiva disse...

as férias acabaram e amanhã venho buscar mais deste silêncio para a redacção.escolhas...abrço

outros disse...

só agora pude passar algum tempo a descobrir os posts anteriores. o texto está fantástico e este vídeo é particularmente bonito...