09/07/2007

Título por inventar. Deixo-o à vossa mercê...


A felicidade sentava-se todos os dias no peitoril da janela.

Tinha feições de menino inconsolável.
Um menino impúbere
ainda sem amor para ninguém,
gostando apenas de demorar as mãos
ou de roçar lentamente o cabelo pelas faces humanas.

E, como menino que era,
achava um grande mistério no seu próprio nome.

Jorge de Sena




Vinicius de Moraes & Toquinho - Tarde Em Itapuã

16 impressões:

naestranja disse...

férias

cybermoon disse...

título:ADORO ESTA CANÇÃO :0))

Vanessa Lourenço disse...

Como gosto deste old school...viajei no tempo...ou na maionese...enfim...thank my knight*
A manhã foi tal como na profecia da notie passada, tudo tudo, menos calma. Respiro agora, por entre incensos de lotús e bossanova*

Vanessa Lourenço disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo F disse...

eh pah nao sei......nao percebo esta poesia masa musica eh curtida sao cotas mas tem balanso.....tassebem

estrelita disse...

palavras de felicidade

nela disse...

Que música linda! E viajei mesmo para Itapuã, onde "passei mesmo uma tarde" maravilhosa... que recordações... vou deixar uma fotos daquela praia no meu blog... Obrigado pela viagem... :)

PS... como se põe música no blog? sou mesmo uma "naba" nalgumas coisas...

um abraço amigo

joni du lac disse...

Gosto do poema e gosto do Vinicius.Sem querer ofender continuo a não perceber que sentido fazem os dois juntos.O meu título seria "Au hasard".Sem sarcasmo.Boa-noite

maria braga disse...

Um momento de felicidade, acho que é isso, que me faz sentir.

Amsilva disse...

Agridoce seria uma maneira de explicar a joni du lac, preto e branco ao contraste seria outra (isto na minha maneira de ver, até posso, e estarei enganado) , as contradições que por aqui passam.
como apenas sou opinologo não saberia que escolher como titulo

Tulipa Branca disse...

Quando o menino foi � praia

xa das 5 disse...

sonhos

ze dos blogs disse...

interessante uma vez mais esta combinação Sena-Vinicius.como o amsilva disse tem muitos contrastes mas também pode não ter.o meu título:"POETAS".apesar de já ter agradecido por e-mail como o pedido foi público quero agradecer-lhe de novo pelo envio das músicas. abraço e até breve

Luis Saraiva disse...

opinólogo sofre? hahah abrço

Kátia disse...

Vixe!!!!--(Eu peço licença aos 'opinológos',para utilizar essa palavrinha tão comum em meu dialeto)--Ao me demorar a vir por estas bandas,vejo que situações bem interessantes ocorreram.Como se diz vez por outra aqui,"balançaram bem os coqueiros e arrebentaram a Sapucaia" .:D
--Agora...você fez de propósito?Ou foi o seu feeling apurado?--Vinicius era um carioca,se não me engano,mas morou muito tempo na capital soteropolitana,daí cantar com sua linda poesia,seu amor pelo lugar que escolheu morar e ao
postar essa música é como contar a minha história com o ser mais lindo do Universo.Nascida,crescida e criada em encantos sob a égide de Itapuã.E por isso exclamo:
Essa MATOU!!!!!
E como ao estar aqui consequentemente virei uma 'opinóloga'( não sei bem se gostei desse termo...),mexeste com a minha lembrança mais, mais profunda...huuummm... então como título, PARA MIM,poderia ser "Doce lembrança".Cada pedaço de Itapuã ou grande parte dela,lembra-me as brincadeiras na areia da praia,nas dunas do Abaeté,catar e 'escutar' as conchinhas,brincadeiras de roda,o contar e cantar histórias...soube bem,soube bem.
EU AGRADEÇO MUITO! Um beijo.

pérola disse...

que bonita esta música